CONGREGAÇÃO PRESBITERIANA DO BRASIL, GOVERNANÇA E GÊNERO

Eumar Evangelista Menezes Júnior

Resumo


Pautado por abordagem observacional e procedimento bibliográfico, o estudo propõe uma investigação científica no campo religioso, servindo de universo a Igreja Presbiteriana do Brasil, a partir do marco de gênero que grava a não participação da mulher como presbítera no ministério da igreja, um habitus. Dimensionada epistemologicamente no campo das Ciências da Religião, a pesquisa de natureza explicativa funcional apresenta a Igreja Presbiteriana do Brasil, seu surgimento, seu dogma, a forma que foi institucionalizada e esta mantida no Brasil, a governança dos presbíteros o afastamento da mulher da composição presbítera e a manutenção do gênero masculino no ministério.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.35521/unitas.v8i1.863

Apontamentos

  • Não há apontamentos.