IMIGRAÇÃO SEM LAR: CONFLITO RELIGIOSO NA REGIÃO DO VALE DO RIO DOCE – ES (1930-1945)

Elaine Zambon Carioca

Resumo


A chegada dos grupos étnicos no Brasil Império trouxe novos moradores para uma terra que precisava ser ocupada e explorada. Os imigrantes italianos e alemães podem até ter histórias de sofrimento parecidas em suas pátrias: fome, guerra, falta de perspectivas, dentre tantas outras, mas, aqui em terras brasileiras, o repúdio histórico advindo do passado se tornou mais forte na relação entre “estabelecidos e outsiders”, no qual um grupo é católico, religião histórica do Império e ou outro luterano, religião não aceita pelo governo. Após o período imperial, os conflitos não acabaram e a chegada do período conhecido como Era Vargas e a Segunda Guerra Mundial trouxeram mais disparidades entre os dois grupos. O Nacionalismo instituído pelo então Estado Novo e a explosão do Nazismo na Alemanha só fizeram aumentar os obstáculos para esses imigrantes e seus descendentes.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.