A PALAVRA DE DEUS E A INFLUÊNCIA CÓSMICA DO ESPÍRITO NAS ESCRITURAS SAGRADAS DAS RELIGIÕES

Cleverton Duarte Epormucena

Resumo


No século XXI temos percebidos muitas contrariedades e violências geradas em nome de Deus, geralmente, com base em uma interpretação equivocada de textos Sagrados, e se tratando das Sagradas Escrituras Cristãs torna a temática ainda mais desafiadora de ser abordada em uma perspectiva ecumênica e inter-religiosa, se são Escrituras Sagradas porque então à utilizamos para legitimar escravidão, intolerância, mortes e violências contra outras religiões e seus textos Sagrados? As Sagradas Escrituras foram e ainda são usadas por vezes, de modo negativo, para legitimar mortes em nome de Deus, a chamada guerra santa na idade média, durante dois séculos travou-se guerras sangrentas em nome da fé, cristãos contra muçulmanos em batalhas épicas às quais visavam conquistar Jerusalém das mãos dos muçulmanos. Podemos defini-la como a luta pelo poder, da dominação religiosa sócio política, não eram batalhas que visavam a promoção da vida e os direitos humanos e sim batalhas que visavam somente a si mesmos, lutando em nome de Deus quando Ele mesmo não tinha nada com tamanha, crianças morriam, os incapazes obrigados a irem a guerra para derramarem sangue em nome do Divino, tendo como base às Escrituras Sagradas. Estas muitas batalhas travadas, nos remetem a pensar nas lutas europeias, travadas entre 1095 e 1291 que receberam o nome de cruzadas, fazendo referência a cruz bordada na roupa dos cavaleiros, milhares de mortos, soldados “cristãos” escudados atrás de símbolos sagrados, ao menos deveriam ser símbolos sagrados, escravizando pessoas e cometendo atrocidades em nome de Deus e a base mais uma vez eram às Escrituras Sagradas cristãs, seu objetivo final eram a cidade onde Jesus viveu, Jerusalém. Devemos pensar, se são escrituras sagradas então tem o dever de promover a vida terrena com a máxima expressão de Jesus, “Amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a si mesmo” (Mc 12, 33). Escrituras que não contribuem para a promoção da vida não são escrituras sagradas, “são letras” a letra não é a palavra de Deus, são transmissões, a palavra de Deus está por trás das letras das Escrituras Sagradas, por isso devemos encontrar nelas onde estão as palavras de Deus, se valoriza a vida é de Deus, se mata não pertence a Deus.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.35521/unitas.v8i1.657

Apontamentos

  • Não há apontamentos.