DO SOCIAL AO AMBIENTAL: OS “MOVIMENTOS” DA TEOLOGIA DA LIBERTAÇÃO

José Andreze Silva

Resumo


O presente texto tem como objeto de estudo o desenvolvimento da Teologia da Libertação nos documentos conclusivos das Conferências Episcopais da América Latina e do Caribe – CELAM: de Medellín a Santo Domingo em 1992 entre outros e livros.  Analisei a Teologia da Libertação como uma teologia de movimento. Movimento no sentido de mover-se, pois ela move-se no transcorrer do tempo sempre que ao fazer uma leitura do contexto sócio-histórico ela busca responder aos desafios encontrados nesta leitura. Para isso, apoiou-se em teorias sociais, como o marxismo, para reformulação teológica, visando conferir eficácia política à fé. É uma teologia que se faz em três momentos, vendo, julgando e agindo. E a Igreja é conclamada a essa tríade em cumprimento de sua missão, optando pelos pobres e conscientizando a sociedade quanto à crise ambiental.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.