ADENTRAMENTOS TEXTUAIS: ADIÇÕES, SUBTRAÇÕES E ALTERAÇÕES DÃO NOME A NOVAS INVENÇÕES RELIGIOSAS (NIR)

Monica Conte Campello

Resumo


Este artigo propõe-se a alertar sobre as consequências que interpretações ou traduções desvinculadas do teor original de uma mensagem – aqui, especificamente tratando do texto bíblico, ou seja, da Bíblia Sagrada – podem acarretar ao leitor, podendo prejudicar a inteligibilidade textual global, interferindo no objeto proposto pelo autor original. Nesse sentido, há de se levar em consideração questões essenciais como o desconstrucionismo que ignora o significado do texto em contraste com o formalismo que o defende, assim como o intencionalismo de viés duplo quanto às intenções do autor e às intenções comunicativas, respectivamente, as reais e as ideais, em direção ao leitor cuja recepção depende de sua condição para compreender ou não o significado do autor a partir da sua interpretação. O perigo em relação às autorias está em os desconstrucionistas não assumirem o significado do texto como a maneira concreta através da qual o autor quis se expressar, mas se no processo de interpretação a intenção do autor não for alcançada, o leitor não terá absorvido o significado do texto. Contudo, uma interpretação perfeita é aquela que, apesar da diversidade de palavras, ou substituições de umas por outras, não afeta o sentido a elas pertinentes nem fere o significado global do texto. 


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.