Violência contra si como sacrifício: o suicídio de Razis em 2 Macabeus 14.37-46

Willibaldo Ruppenthal Neto

Resumo


Este artigo visa apresentar as influências na constituição da ideia de 2 Macabeus a respeito dos mártires e, principalmente, a respeito do suicídio de Razis, relatado em 2 Macabeus 14.37-46. De modo muito diferente dos casos de suicídio apresentados na Bíblia Hebraica, o suicídio de Razis se mostra como um caso de violência contra si que funciona como sacrifício expiatório pelo povo judeu, assumindo a ira de Deus e influenciando na libertação do povo judeu do domínio estrangeiro. Como será apresentado neste estudo, esta perspectiva tão particular é resultado não somente do desenvolvimento de uma teologia do martírio dentro do judaísmo, mas também da influência da cultura helenística, seja na percepção sobre o suicídio ou mesmo na construção da ideia da possibilidade de uma morte expiatório pelo bem do corpo social dos judeus.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.