UMA HERMENÊUTICA BASEADA NO CONCEITO DE VIVÊNCIA DILTHEYANO

José Roberto Limas da Silva

Resumo


Resumo

O presente artigo se propõe, preliminarmente, a analisar os paradigmas hermenêuticos, tradicionalmente, adotados pelas igrejas cristãs, especialmente, as reformadas. Após breve recensão histórica destes métodos, apresentará a hermenêutica fenomenológica compreensiva de Wilhelm Dilthey, demonstrando a sua influência no rompimento com a abordagem naturalista/historicista do positivismo. Nosso texto vai lembrar que, na construção de uma nova abordagem metodológica, no âmbito das ciências sociais, Dilthey vai demonstrar a pertinência de um novo paradigma, que seja liberto do velho padrão racionalista, engessado pelo objetivismo mecanicista. A perspectiva diltheyana é a de uma hermenêutica compreensiva, baseado na vivência e na comunhão entre objeto e sujeito. Este artigo propõe esta abordagem compreensiva/vivencial como prática exegética/hermenêutica[1] dos textos bíblicos, como um modelo interpretativo complementar aos paradigmas hermenêuticos tradicionais.

 

Palavras – chave: Hermenêutica, Dilthey, Paradigmas Hermenêuticos, Vivência.


[1]Os termos Hermenêutica e Exegese são usados neste artigo de forma intercambiável, sempre com o sentido de explicação e interpretação do texto.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.