O CRITÉRIO DE VERDADE NO DIÁLOGO DO CONTRA ACADÊMICOS DE AGOSTINHO: UMA HERMENÊUTICA DAS REFUTAÇÕES DE AGOSTINHO AO CETICISMO ACADÊMICO

Lion Granier Alves

Resumo


A proposta do artigo procura discorrer sobre a problemática dos critérios de verdade no diálogo do Contra os Acadêmicos de Agostinho de Hipona (354-430).  Através da análise dos textos da obra, será proposta a reflexão a partir da indagação: pode o homem alcança a felicidade e sabedoria enquanto peregrina a procura da verdade? Será analisada a proposta do ceticismo acadêmico, a partir das escolas helenísticas, a saber: Acadêmica e Estóa, a partir do proposta das duas escolas, será apresento um panorama introdutório dos conceitos e fundamentos que os movimentos filosóficos apresentam sobre os critérios de verdade. Nesta busca, Agostinho compreende que o homem necessita conhecer a si mesmo e buscar a Deus para alcançar a verdade.  Com o tema verdade, o filósofo ratifica que o homem necessita ter em si algo eterno, portanto conhecer ao Deus que habita em seu interior.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.