DESCONSTRUÇÃO DE PARADIGMA NA SAÚDE MENTAL NO VIÉS DA PSICOLOGIA: INTERCURSO COM A ESPIRITUALIDADE

Flavio da Silva Chaves

Resumo


 

Resumo – O objetivo do presente artigo é apresentar o conceito de saúde e doença psíquica no horizonte histórico existencial e, assim, fazer a incursão da espiritualidade enquanto promotora do bem-estar psíquico do indivíduo. A metodologia utilizada foi a revisão de literatura. Sob o olhar da filosofia existencialista de Martin Heidegger e Viktor Frankl e a partir da perspectiva da espiritualidade contemporânea, argumenta-se que estar doente ou saudável psiquicamente depende de fatores histórico-sociais, da relação do Dasein consigo mesmo e com o mundo. Logo, o sentido do ser e/ou o sentido da vida apresenta-se como proposta para a saúde psíquica. Assim sendo, a espiritualidade contemporânea, desvinculada do aspecto institucional, apresenta conceitos que coadunam com outros campos do saber enquanto propósito e sentido para a vida. Conclui-se que, ao analisar a questão saúde/doença psíquica no horizonte histórico existencial, há a possibilidade do diálogo interdisciplinar entre os diversos campos do saber na busca do equilíbrio psíquico do indivíduo, o que inclui a espiritualidade.



Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.35521/unitas.v4i2.375

Apontamentos

  • Não há apontamentos.