A ÉTICA KANTINANA: diferentes leituras do bem supremo e seu legado para a contemporaneidade

Herberth Gomes Ferreira

Resumo


A ética kantiana é ainda campo de estudos diversos no tocante dos estudos sobre religião, ética e epistemologia.Tantos os críticos como os defensores da teoria deixada pelo filósofo de Königsberg da antiga Prússia, não negam a importância da teoria ética do pensador para o estudo de uma ação moral que possa ser direcionada pela razão e não apenas seguidora da graça e da fé. Nesse sentido é notória a influência de kantiana nas teorias éticas e morais nos estudos contemporâneos. Habermas, por exemplo, em sua Teoria da Ação Comunicativa, recorre à Kant para formular uma nova concepção de ética, agora passando pela racionalidade pública e participativa. Isso nos mostra a atualidade de Kant como teoria contributiva para os estudos da religião, política, epistemologia, etc. Nessa direção, temos nesse artigo uma breve caminhada entre diferentes leituras da ética kantiana, bem com as contradições e problemas surgidos quando Kant, ainda em vida, teve que enfrentar frente às lideranças políticas de sua época. Ao final, pretendemos deixar nossas observações positivas e ainda não resolvidas a partir do legado deixado pelo filósofo a seus sucessores e críticos.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.35521/unitas.v3i2.271

Apontamentos

  • Não há apontamentos.