O Sábado como Consagração do Direito ao Lazer

Sérgio Fernando Sabalo

Resumo


Os direitos humanos têm sido evocados como valores assentes e vividos em todas as comunidades humanas quando a realidade aponta a fragilidade no que à sua protecção respeita e, consequentemente, a sua violação tornada cada vez mais sistemática. Esta pesquisa de cariz teológico objectiva apresentar uma reflexão sobre os direitos humanos que contribua à promoção, protecção e eficácia respectivas. As leis do sábado e o direito ao lazer premiam a abordagem que se faz originar da Sagrada Escritura. Após seis dias de trabalho, após ter feito o homem no sexto dia de trabalho, Deus descansa no sétimo dia e o homem também, como se tivesse sido feito para descansar. Deus aconselha o homem a respeitar o sábado como dia santo, dia da libertação, do culto, de bênção, alegria e festa. O homem é feito para o sábado e, com Jesus e por Ele, o homem é o senhor do sábado.

Palavras-chave: Sábado, Direitos Humanos, Direito ao Lazer.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.35521/unitas.v8i2.2430

Apontamentos

  • Não há apontamentos.