SOBRE AS COMPETÊNCIAS EMOCIONALMENTE INTELIGENTES E O MODELO DE LIDERANÇA DE JESUS

RITA DE CÁSSIA GONÇALO ALVES

Resumo


Uma parte essencial da administração é coordenar as atividades das pessoas e orientar seus esforços em direção às metas e objetivos da organização. Isso envolve o processo de liderança e a escolha de uma forma apropriada de comportamento. Liderança é uma característica central do comportamento organizacional. O comportamento constitui-se pela dimensão dialética da ação do indivíduo com o ambiente. Para que ambas as concepções – liderança e comportamento – determinem a eficácia do relacionamento de liderança acrescenta-se outro aspecto primordial na literatura recente: a inteligência emocional. Essa inteligência denota um conjunto de competências que detém a qualidade de influenciar positivamente um grupo de pessoas. Neste artigo discutimos a importância da inteligência emocional na chefia de grupos e organizações focando no modelo de liderança centrado na figura de Jesus Cristo. Observamos Jesus enquanto um dos maiores pregadores e filósofos políticos dos últimos tempos, e, por essa razão, propomos um percurso por passagens bíblicas que demonstrem o estilo de liderança de Jesus – suas atuações de contingência e fatores situacionais que determinam as características de um líder emocionalmente inteligente; explicando os principais componentes da liderança transformacional, suas variáveis, e as possibilidades que determinam uma liderança gerencial eficaz.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.35521/unitas.v8i2.2386

Apontamentos

  • Não há apontamentos.