Mission und Migration

Ulrich Dehn

Resumo


Este artigo destaca que a situação em Hamburgo e na Alemanha em geral é caracterizada por uma pluralidade de culturas, religiões e formas híbridas. Além da religião majoritária, o cristianismo, com suas grandes denominações, há muçulmanos, budistas, hindus e outras tradições religiosas. O aumento da migração para a Europa, a partir de 2015, provocou uma mudança nas proporções das comunidades religiosas na Europa Ocidental, particularmente na Alemanha. Neste contexto, o artigo destaca que Missão e migração devem ser vistas como um evento comum no qual as pessoas celebram e se respeita em nome de Jesus, não um processo onde alguém apresenta uma mensagem e outro a recebe. Deve ser um processo comum em prol da “vida em abundância”, que ouve as vozes das pessoas, não de conquista de cristãos batizados, mas um movimento conjunto em nome de Jesus, uma peregrinação comum por uma paz justa.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.20890/reflexus.v13i22.950

Apontamentos

  • Não há apontamentos.