O conceito de Logos em Paul Tillich e suas implicações para o método e o sistema teológico tillichiano

Adriani Milli Rodrigues, Gabriel Pilon Galvani

Resumo


Este artigo procura tornar clara a importância do conceito do logospara a teologia de Paul Tillich. Para isto, analisa o modo como Tillich absorve o conceito da tradição clássica, tornando-o uma peça fundamental na articulação de sua cosmovisão teológica. Além do mais, delineia-se também neste trabalho os pontos nos quais o logos se liga à sua elaboração de uma teologia da cultura em uso conjunto com o método teológico da correlação. Ao final são esboçadas, de modo sucinto, algumas das implicações do relacionamento da teologia de Tillich com outras religiões e a filosofia a partir do emprego do logos.

Texto completo:

PDF

Referências


BRAATEN, Carl E. Paul Tillich e a Tradição Cristã Clássica. In: TILLICH, Paul. Perspectivas da teologia protestante nos séculos XIX e XX. 4. ed. São Paulo: Aste, 2010.

GIBELLINI, Rosino. La teologia del siglo XX. Cantábria: Sal Terrae, 1998.

GONZÁLEZ, Justo L.; PÉREZ, Zaida Maldonado. Introdução a teologia cristã. Santo André, SP: Academia Cristã, 2006.

MARQUES, José da Cruz Lopes. Logos seminal e Logos total na Apologia de Justino Martir. Revista Caminhando, São Paulo – SP, v. 21, n. 2, p. 209-223, 2016.

MATOS, Andityas Soares de Moura Costa. A Phýsis como fundamento do sistema filosófico estoico. Kriterion, Belo Horizonte, v. 51, n. 121, p. 173-193, 2010.

QUIROZ, Sebastián Aguilera. Dios, Lógos y Fuego em Heráclito. Byzantion Nea Hellás, Santiago, s/v, n. 33, p. 11-27, 2014.

REALE, Giovanni; ANTISERI, Dario. História da filosofia: antiguidade e idade média. 3. ed. São Paulo: Paulus, 1990a.

ROCHA, Zeferino. Heráclito de Éfeso, filósofo do Lógos. Revista Latinoamericana de Psicopatologia Fundamental, São Paulo, v. 7, n. 4, p. 7-31, 2004.

TAKATSU, Sumio. Paul Tillich: o teólogo da correlação. Estudos Teológicos, v. 3, n. 2, p. 58-67, 1963.

TILLICH, Paul. Dinâmica da fé. 3. ed. São Leopoldo, RS: Sinodal, 1985.

____________. Filosofia de la Religión. Buenos Aires: Ediciones Megápolis, 1973.

____________. Teologia de la cultura y otros ensayos. Buenos Aires: Amorrortu Editores, 1974.

____________. História do pensamento Cristão. 2. ed. São Paulo: Aste, 2015.

____________. Teologia Sistemática. 7. ed. São Leopoldo, RS: Sinodal, 2005.

TRINDADE, Manuel de Almeida. S. Justino – a sua doutrina sobre o Logos. Medievalia, Textos e Estudos, Porto – Portugal, v. 7-8, s/n, p. 79-97, 1995.

ULLMANN, Reinholdo Aloysio. Filosofia da natureza nos estoicos. Filosofia Unisinos, São Leopoldo - RS, v. 9, n. 1, p. 5-11, 2008.




DOI: http://dx.doi.org/10.20890/reflexus.v13i22.945

Apontamentos

  • Não há apontamentos.