A narração e o bordado da história de vida de Celita Holler: Um processo de pesquisa-formação

Marli Brun

Resumo


Este artigo apresenta o resultado de um processo de pesquisa-formação em que a bordadeira de Ivoti/RS, Celita Holler, narra e borda aspectos de sua história de vida que corraboram para a sua afirmação “Bordar é minha vida, meu alimento, minha arte, meu sonho, meu alento”. A mulher, detentora do conhecimento do modo de bordar, não guarda apenas o modo de fazer os riscos (desenho), os pontos e de escolher as cores. O guardar se constitui como parte de sua práxis social, evidenciando sua visão de mundo, seus valores culturais, religiosos, sociais, políticos. Com seu conhecimento, Celita contribui na preservação cultural do Wandschoner, trazido à sua cidade por famílias imigrantes alemãs.

This article presents the result of a research-training process in which Ivoti / RS embroiderer, Celita Holler, narrates and edges aspects of her life history that corroborate her statement "Embroidering is my life, my food, My art, my dream, my breath". The woman, who knows how to embroider, does not only keep the way of making the scratches (drawing), the stitches and choosing the colors. The saving is constituted as part of its social praxis, evidencing its vision of the world, its cultural, religious, social, political values. With his knowledge, Celita contributes to the cultural preservation of the Wandschoner, brought to his city by German immigrant families.


Texto completo:

PDF

Referências


BARTRA, Eli (org.) Creatividad invisible: mujeres y arte popular em América Latina y Caribe. Xochimilco: Universidade Autônoma Metropolitana-Xochimilco, 2004.

BRUN, Marli. Implementação do Projeto Social Tecendo Memórias e sua contribuição para o Desenvolvimento Local em Ivoti/RS (Monografia). Aperfeiçoamento/Especialização em Gestão Social) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 2008. Disponível em: Acesso 07 Jan. 2017.

COSTA, Achyles Barcelos da; FROEHLICH, Cristiane. Trajetória empresarial em "cluster" calçadista brasileiro: o caso da Paquetá Calçados. Ensaios FEE, Vol. 29, Nº 2 (2008).

COSTA, Suely Gomes. Proteção social, maternidade transferida e lutas pela saúde reprodutiva. Rev. Estud. Fem. [online]. 2002, vol.10, n.2, pp. 301-323.

DEIFELT, Wanda. Mulheres Pregadoras: Uma tradição da igreja. Theophilos : Canoas – vol. 1, n.2 – 2º semestre p. 353-372, 2001.

FÁVARO, Cleci Eulália. Imagens femininas: contradições, ambivalências, violências. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2002.

GIERUS, Renate. Além das grandes águas: mulheres alemãs imigrantes que vêm ao sul do Brasil a partir de 1850. Uma proposta teórico-metodológica de historiografia feminista a partir de jornais e cartas. São Leopoldo: Tese de Doutorado, EST, 2006.

JOSSO, Marie-Christine. A transformação de si a partir da narração de histórias de vida. In: Educação. Porto Alegre, ano XXX, n. 3 (63), p. 413-438, set./dez. 2007. Disponível em: Acesso em: 2 Mar. 2017.

JOSSO, Marie-Christine. História de vida e projeto: a história de vida como projeto e as "histórias de vida" a serviço de projetos. Educ. Pesqui. [online]. 1999, vol.25, n.2, pp.11-23. ISSN 1517-9702. http://dx.doi.org/10.1590/S1517-97021999000200002.

KLEIN, Albanita. As Indústrias Holler. In: KREUTZ, Amadeu Roque (Org.) BOM JARDIM-IVOTI no palco da história. Novo Hamburgo : Feevale, 2013. p. 455-457

LAGARDE Y DE LOS RIOS, Marcela. Los cautiveros de las mujeres: madresposas, monjas, putas, presas y locas. 4. ed. México: UNAM, 2005.

PINTO, Álvaro Vieira. Sete lições sobre educação de adultos. 9. ed. São Paulo: Cortez, 1994.

SANTOS, Ademir Valdir dos; FERREIRA, Naura Syria Carapeto. A inspeção escolar e a nacionaliza no Estado Novo: políticas e práticas pedagógicas nas escolas primárias. Quaestro, Sorocaba (S), maio/nov, 2008. Disponível em: Acesso em: 19 Fev. 2017.

SPINASSE, Karen Pupp. Os imigrantes alemães e seus descendentes no Brasil: a língua como fator identitário e Inclusivo. Disponível em: http://www.artistasgauchos.com/conexao/3/cap10.pdf> Acesso: 08 Mar. 2017.




DOI: http://dx.doi.org/10.20890/reflexus.v11i17.503

Apontamentos

  • Não há apontamentos.