A linguagem do Apocalipse: Apontamentos para uma interpretação conectiva e polissêmica

Paulo Augusto de Souza Nogueira

Resumo


Este artigo propõe uma abordagem do Apocalipse de João que leve em consideração seu poder de produzir e conectar imagens do mundo, por meio das quais são criados quadros complexos para interpretação da realidade. Esses complexos de imagens se conectam com outras na cultura, em diferentes formas de espiritualidade e expressão artística, promovendo novas estruturas cognitivas e emocionais. Nesse sentido, interpretar o Apocalipse na cultura e na história não pode ser apenas ligar textos a fatos, mas recriar as imagens do Apocalipse com outros contextos, potencializando novas leituras. Nesse sentido o texto bíblico é interpretado com mais poder criativo nas experiências religiosas visionárias e nas artes de vanguarda.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.20890/reflexus.v14i2.2447

Apontamentos

  • Não há apontamentos.