A RECEPÇÃO DO ESTOICISMO NO PENSAMENTO ÉTICO DE CLEMENTE DE ALEXANDRIA: RELAÇÕES INTERTEXTUAIS ENTRE O PEDAGOGO E AS DIATRIBES DE MUSÔNIO RUFO

José Aristides da Silva Gamito

Resumo


A relação entre cristianismo e filosofia iniciou-se conflituosa com os primeiros apologetas, porém, progressivamente ocorreu uma recepção positiva no século II. O encontro entre a religião cristã e a filosofia grega contribuiu para construção de uma cosmovisão específica do cristianismo dentro da sociedade greco-romana. No campo ético, verifica-se nas obras de Clemente de Alexandria, principalmente no Pedagogo, conceitos e valores estoicos. Esta pesquisa identifica e compara intertextualidade e contatos entre Clemente de Alexandria e os antigos estoicos (Zenão de Cítio, Cleanto, Crísipo), e com o filósofo Caio Musônio Rufo, representante do estoicismo imperial, e que viveu quase cinco décadas antes de Clemente.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.20890/reflexus.v14i2.2415

Apontamentos

  • Não há apontamentos.