Religião e política se discutem: o projeto de poder político dos neopentecostais brasileiros contemporâneos

Anny Ramos Viana, Marcela Tavares de Mello, Enoghalliton de Abreu Arruda

Resumo


Este estudo analisa o projeto de poder político dos neopentecostais brasileiros contemporâneos, buscando compreender como e por que um país que praticamente não tinha histórico de clivagens religiosas dentro do sistema partidário, viu a proliferação repentina de políticos neopentecostais, mobilizando seus eleitores de uma maneira que os movimentos católicos, nem mesmo da sua base progressista, havia sido capaz de fazer. O presente estudo foi desenvolvido através de uma pesquisa bibliográfica, do tipo descritiva. Diante da atual conjuntura político-religiosa no país, pode-se esperar um aprofundamento dos discursos conservadores e moralistas, que podem prejudicar significativamente os direitos humanos fundamentais, além de um cerceamento às liberdades individuais e ao pluralismo religioso, com atitudes e visão de mundo que dificilmente seja o tipo de mentalidade que ajudará o país, como sociedade, a participar plenamente do mundo moderno da democracia. 


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.20890/reflexus.v14i2.2383

Apontamentos

  • Não há apontamentos.