Contribuições hermenêuticas à epistemologia da ciência da religião

Danilo Mendes

Resumo


Este artigo pretende apresentar contribuições à epistemologia da ciência da religião a partir de conceitos da tradição filosófica hermenêutica. Para tal, partimos do pressuposto de que a ciência da religião é uma ciência fundamentalmente hermenêutica, uma vez que se ocupa de interpretar o fenômeno religioso em suas mais diversas manifestações e pelos mais diversos métodos. A partir dessa noção básica, consideraremos como os conceitos de linguagem como modo de habitar a terra (Em M. Heidegger), fusão de horizontes (em H. G. Gadamer) e de niilismo (em G. Vattimo) contribuem positivamente com o pensamento sobre fazer ciência da religião. A partir dessas considerações, pretendemos não só apresentar condições de possibilidade para o conhecimento e compreensão do fenômeno religioso, mas também seus limites. Nesse sentido, nossa hipótese é que assumir a ciência da religião como ciência hermenêutica, ou antes, ação interpretativa, é também assumir essas potencialidades e limites intrínsecos ao pensamento fundamental sobre a hermenêutica.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.20890/reflexus.v14i1.2269

Apontamentos

  • Não há apontamentos.