IGREJA LUTERANA - SÍNODO DE MISSOURI: UMA IGREJA DE IMIGRANTES NO CENÁRIO ESTADONOVISTA

Sergio Luiz Marlow

Resumo


Passado mais de meio século do Governo de Getúlio Vargas, no chamado Estado Novo, ainda questões referentes ao projeto de nacionalização dirigido aos imigrantes carecem de respostas. Uma delas diz respeito à ação do Estado Novo sobre a Igreja Luterana e mais precisamente sobre o chamado Sínodo de Missouri. Qual teria sido a compreensão e a ação do Estado Novo sobre a referida instituição eclesiástica? Qual a posição do Sínodo de Missouri concernente à questão da germanidade? Seria o Sínodo, pelo fato de atuar entre teuto-brasileiros e falar a língua alemã, um perigo à proposta de “abrasileiramento” promovida pela ação nacionalizadora do Governo Vargas?


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.20890/reflexus.v1i1.18

Apontamentos

  • Não há apontamentos.