COMÊNIO E A EDUCAÇÃO: CONTRIBUIÇÃO E LEGADO DE UM PASTOR

Oséias Ramos Adão

Resumo


Jan Amos Komensky (mais conhecido por seu nome em latim, Comenius), nasceu na Boêmia (atual República Tcheca). Cristão hussita, pertenceu à Igreja dos Irmãos Morávios. Com apenas 20 anos de idade, já mostrara vocacionado à se tornar um célebre escritor, quando escreveu "Tesouros da Língua Boêmia", primeira das 154 obras que escreveria ao longo de sua vida. Ordenado pastor em 1620, em 1632 seria ordenado bispo, função que manteria por toda sua vida. Em consequência da guerra dos trinta anos (iniciada em 1618), Comenius, escreveria uma importante obra, "o Labirinto do mundo e o paraíso do coração", com o fito de consolar os sobreviventes. Sua didática TTcheca, traduzida onze anos mais tarde como "Didática Magna", até hoje é referência no campo pedagógico. Alçando fama, aceitou o convite da rainha Cristina para ir à Suécia, quando se pôs a implantar reformas educacionais naquele reino. Como um dos principais líderes protestantes da Morávia, Comênio amalgamou sua pedagoia com eologia Wyclifiana/hussita, fazendo assim uma inter-relação entre teologia e pedagogia. Como parcela de seu pensamento, Comênio propunha que a Bíblia tivesse a primazia no ensino. Comênios também teve sua parcela de contribuição - ou melhor,contribuiu com seu legado nas três das mais famosas e conceituadas universidades do mundo, fundada por pastores como Yale-Princeton e Harvard.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.