EDUCAR PARA LIBERTAR: PRÁTICAS EDUCATIVAS DIALÓGICAS DESENVOLVIDAS PELO PROFESSOR DE ENSINO RELIGIOSO NA REDE MUNICIPAL DE VILA VELHA

Suziléa Silva de Souza

Resumo


A educação desempenha um papel fundamental na formação do indivíduo, e através do ensino religioso o profissional tem a capacidade de oferecer uma proposta educacional que implique na valorização do respeito às diferentes culturais, compreendendo a importância da diversidade, por meio de tradições culturais e sociais, manifestando a sua presença no mundo. Nesse sentido, abordaremos a proposta de Mikhail Bakhtin enquanto precursor na defesa do dialogismo, acreditando que para a formação do cidadão critico, as ações devem ser realizadas com foco na proposta dialógica entre os sujeitos. Para Bakhtin, na interdiscursividade, discursos estão em diálogo com outros discursos – entre perspectivas em termos de conteúdo e compreensão de mundo – o que revela tensão e diálogo entre possíveis lugares de compreensão da realidade. A importância do Ensino Religioso tratando de assuntos ligados à natureza do ser humano trará consequências para a vivência entre os indivíduos, que ao estarem em um mesmo espaço de convívio, sendo esse espaço, a sala de aula, encontrarão em suas diferenças, possibilidades para terem disposição em conhecer, aceitar, e ouvir o diferente. Significa a valorização de práticas educativas dialógicas apresentadas nas formações, a fim de que o educador seja capaz de desenvolver junto aos alunos a capacidade de reflexão, discernimento, julgamento e comunicação, buscando novos estímulos para vencer as dificuldades e despertar o interesse pelo aprendizado.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.