A CONTRIBUIÇÃO DA EXPERIENCIA RELIGIOSA NA RECUPERAÇÃO DE PACIENTES DEPENDENTES QUÍMICOS

Mariane Rezende Oliveira

Resumo


É inegável que o consumo recorrente de drogas trata-se de um fenômeno que se manifesta nas múltiplas configurações que integram a sociedade humana desde o início de sua trajetória. Seja por inclinações místicas, culturais, medicinais ou objetivando puramente a busca pelo prazer, o uso de substâncias psicoativas atravessa toda a história da civilização (TOTUGUI, 1988). Todavia, a despeito repercussão para o indivíduo e de seu impacto nas esferas da comunidade, ainda hoje, encontram-se lacunas no que tange a prevenção, o cuidado e o combate ao uso de drogas, principalmente em virtude da complexidade em se nomear as questões que permeiam a constituição de um quadro de dependência química. Mediante esse cenário, o presente trabalho tem como exercício discorrer sobre a religiosidade e espiritualidade como importantes pilares no combate ao uso frequente e exacerbado de drogas, tendo em vista sua relevância para a saúde mental, atuando na prevenção de comportamentos autodestrutivos, e em especial ao uso contraproducente de substâncias químicas. Isto posto, esta pesquisa imprime profunda relevância científica e social, pois propicia melhor compreensão acerca do fenômeno supracitado, possibilitando interfaces entre profissionais de saúde e estudiosos da religião, de modo a acrescentar-lhes saberes e possibilidades no que concerne o cuidado a dependência química, aspirando atenuar seus efeitos no plano social e econômico e suas implicações na saúde do indivíduo e da população.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.