ORIGENS HISTÓRICAS DA IGREJA PRESBITERIANA UNIDA

Isaque de Góes Costa

Resumo


Descrever as origens históricas do governo e teologia presbiteriana e as etapas de sua história da IPB; Analisar as tendências conservadora e ecumênica, conflitos geradores da FENIP/IPU; rastrear as representações que formaram as duas correntes presbiterianas - conservadora e a progressista, analisa-las dentro dos conflitos internos e das colaborações entre os sujeitos eclesiais e o Estado Brasileiro Organismo: A Presente comunicação é parte da dissertação em curso no mestrado em Ciências das Religiões na –FUV. As origens históricas da Federação das Igrejas Presbiterianas do Brasil- FENIP que em 1981 passou a se chamar Igreja presbiteriana Unida do Brasil –IPU é consequência da tendência presbiteriana ecumênica que havia dentro da Igreja Presbiteriana do Brasil – IPB e nesta foi perseguida e expurgada nas décadas de 1950-1960. Para pesquisa propusemos a interface história cultural e as Ciências das Religiões pois são campos de pesquisas interdisciplinares, possibilitando focalizar a cultura presbiteriana como produto cultural permeada de novas apropriações através da comunicação de sua mensagem.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.