INTOLERÂNCIA RELIGIOSA: A ESCOLA COMO INSTITUIÇÃO MEDIADORA

Anélia dos Santos Marvila Simões

Resumo


Este texto é um breve resumo da minha comunicação que acontecerá no dia 19 de julho de 2017 na Sede da Faculdade Unida-Vitoria/ES. No momento serão abordadas as formas de intolerância religiosa no espaço escolar, visto que o cerne da minha pesquisa concentra-se neste problema. Para isso, torna-se importante compreender o fenômeno religioso e as suas manifestações, tendo como base as Ciências das Religiões. A diversificação religiosa e o pluralismo religioso requerem, certamente, novas bases para a reflexão do Ensino Religioso na escola pública. De acordo com o Fonaper 1997, “O Ensino Religioso como disciplina, ocupa-se do conhecimento dos componentes básicos do fenômeno religioso, e o tratamento didático de seus conteúdos realiza-se em nível de análise e conhecimento, na pluralidade cultural da sala de aula.” O Ensino Religioso com suas finalidades contribuem elementos que muitas vezes deparamo-nos com dificuldade de compreensão. A escola precisa abrir espaço para a abordagem do fenômeno religioso. Segundo Xavier 2006, “O propósito do Ensino Religioso ao tomar por princípio o conhecimento é ser à base da formação integral do aluno”. O autor ainda destaca que “Ele é condição de possibilidade tanto para a sua própria autocompreensão, ou seja, para a compreensão do próprio modo de pensar, de agir e de sentir”. A intensão é aproximar o Ensino Religioso com o fenômeno religioso, para que se possa promover uma educação baseada na paz.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.