MARCAS ANTROPOLÓGICAS E COSMOLÓGICAS MÉDIO-PLATÔNICAS NO EVANGELHO DE TOMÉ

José Aristides da Silva Gamito

Resumo


No Evangelho de Tomé, há marcas antropológicas e cosmológicas de um discurso médio-platônico. A origem siríaca do Evangelho é consenso entre os estudiosos. A cidade de Edessa, berço do texto de Tomé, era um ambiente multicultural com forte influência da cultura grega. As marcas do pensamento grego aparecem no texto, principalmente, nos logia 29, 56, 87, 112, que apresentam a compreensão de homem e de mundo do autor. Portanto, o Evangelho de Tomé apresenta um dualismo de influência platônica. Tais marcas podem sustentadas a partir da análise de logia específicos e com base nas leituras sustentadas por Stephen Patterson e Risto Uro.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.