ASPÉCTOS RELIGIOSOS EM MACHADO DE ASSIS

Clodoaldo Sanches Fófano

Resumo


Existem variadas maneiras de se estudar as relações de conceitos entre religião e literatura. Contudo, poucos são os pesquisadores que procuram entrelaçar os estudos literários aos religiosos, mesmo a Bíblia sendo um livro de referência mundial. Dentre as muitas maneiras de abordagem existem estudos que tentam compreender questões religiosas por meio da literatura, outros como este trabalho pretende refletir sobre a influência da religião em textos literários, sem contar aqueles que estudam as escrituras por intermédio do víeis da literatura, porque acreditam que os textos sagrados pertencem a um conjunto de narrativas. As obras machadianas são textos pertinentes para se refletir sobre a influência da religião na literatura, pois como alguns biógrafos afirmam, Machado de Assis não foi um homem “alheio à religião”. Talvez o enunciador não tenha sido católico praticante, mas pelo menos respeitou a Igreja de sua iniciação, chegando até mesmo a frequentar algumas missas. Tal afirmação se comprova pelo seu vasto conhecimento da liturgia católica registrada em seus escritos. Além disso, Machado de Assis como verdadeiro crítico realizou severas censuras à Igreja, porque o clero exercia grande poder na sociedade brasileira oitocentista e o referido enunciador não poderia se calar, deixando de abordar esses acontecimentos em suas obras, até porque o Realismo se preocupou em retratar da maneira mais fiel possível a descrição dos problemas sociais.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.