CONCEITOS DE FÉ EM FOWLER

Claudete Coutinho Costa

Resumo


Neste trabalho, será abordado os conceitos de fé de Fowler. A pretensão do autor é mostrar que ao longo dos ciclos da vida nossa maneira de crer muda e que nestas mudanças há uma espécie de padrão universal que indica não o caminho percorrido por todas as pessoas, mas um certo potencial em termos de fé. Para o autor, fé é acima de tudo um universal humano, ele entende por fé aquilo em que colocamos nosso coração, ou em outras palavras, aquilo que nos toca incondicionalmente, servindo como “centro de valor e de poder”. Nesse sentido, as perguntas de fé estão presentes na vida de cada pessoa, independentemente de ela confessar-se religiosa ou não-religiosa. As perguntas estão relacionadas ao sentido da vida, que de uma ou outra forma precisam ser respondidas. Fowler elabora a exposição de sete estilos de fé, uma teoria do crescimento da fé com sete estágios assim denominados: fé indiferenciada (um pré-estágio), fé intuitivo-projetiva, fé mítico-literal, fé sintético convencional, fé individuativo-reflexiva, fé conjuntiva, fé universalizante. Nos seus estudos, faz-se a distinção entre estrutura e conteúdo da fé. Ressalta que a psicologia evolutiva pode resolver as questões de conteúdo, que são essencialmente teológicas, pode-se auxiliar a compreender as distintas maneiras de responder às questões existenciais enquanto se peregrina pela vida.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.