OS MOVIMENTOS MESSIÂNICOS E A SUA PARTICIPAÇÃO NO PROCESSO DO NACIONALISMO EM ANGOLANO

Miguel da Piedade Satjyambula

Resumo


O presente texto pretende analisar, de forma propedêutica, a presença dos movimentos messiânicos no processo de formação da nação angolana. Dois grupos serão analisados, a saber, a Igreja Kimbanguista (também chamados de Kimbanguistas) e a Igreja do Nosso Senhor Jesus Cristo do Mundo (Tokoista). Ambos os movimentos tiveram origem no antigo Congo-Belga. Os líderes/fundadores destes dois movimentos eram membros de Igrejas Protestantes, e, muitos dos ideais por eles defendidos eram de base protestante. Estes dois grupos foram de extrema importância para o processo de nacionalismo em Angola, pois viam a necessidade urgente dos portugueses abandonarem o país, o que os fez alvos de perseguição do então colono português. À luz do levantamento da escassa bibliografia sobre o tema, tentar-se-á, no presente texto, demonstrar a contribuição destes grupos na construção da nação angolana. Palavraschaves: Nacionalismo angolano; tokoistas; kimbanguistas; messianismo.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.