PRESENÇA DA RELIGIÃO NAS RAÍZES DA PEDAGOGIA SOCIAL NO BRASIL

Lindberg Clemente de Morais

Resumo


A presente comunicação tem por objetivo apresentar elementos da religião na origem da Pedagogia Social no Brasil. A hipótese identificada em Caliman, despertou o interesse em investigar essa relação em duas tradições cristãs encontradas em Anísio Teixeira e Paulo Freire. Resultado de uma pesquisa bibliográfica em Teixeira e Freire que considera o pioneirismo da educação como direito, sendo o “fio condutor” da Pedagogia Social. O compromisso com a Educação como Direito que garante uma escola para todos, apresenta as marcas do papel social da escola nos dois autores que creditam a escola, e não exclusivamente ao sistema escolar, a responsabilidade pela construção de uma cultura de resistência diante de constantes relatos do sequestro das condições de vida plena para todos. A educação como Direito e a Pedagogia do Oprimido surgem no Brasil do século XX, um cenário propício para o florescimento de campos teóricos no processo de organização da educação da juventude brasileira. Somente uma educação para todos, portanto um direito, daria conta dessa tarefa, dada a sua dimensão no âmbito da diversidade social, cultural, política e econômica a ser alcançada.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.