DIÁCONO PERMANENTE HOMEM, ESPOSO E PAI

Aldair Fortunato Rebuli

Resumo


Com foco no tema: Diácono Permanente: homem, esposo e pai, o presente artigo foi elaborado a partir do estudo da Exortação Apostólica Familiaris Consortio que trata da missão da família cristã no mundo de hoje e na sociedade atual. Apresentamos uma reflexão da dupla sacramentalidade do Diácono Permanente: Matrimônio e Ordem. A igreja católica relata que em se tratando de Diácono Permanente, servo em todos os momentos e em todas as circunstâncias da vida, na família e na sociedade, os diáconos exercem seu ministério em comunhão com toda a igreja católica. Ele é um Ministro Ordenado e como tal está inserido na sociedade e nas mais diversas situações e complexidades humanas. Segundo a igreja católica o Diácono Permanente, por sua condição de ministro ordenado e por estar inserido nas complexas situações humanas, tem um amplo campo de serviço em nosso continente. Através da vivência da dupla sacramentalidade, a do Matrimônio e da Ordem, exercendo o serviço da caridade e do bem comum, ele busca levar as pessoas a terem uma experiência pessoal com Jesus Cristo que as faz mudar de vida e terem sua dignidade humana restaurada. Afirma ainda a igreja católica que os diáconos podem ser solteiros, porém os que são casados continuam desenvolvendo papel de esposo e pai, experimentando o seu chamado a viver o próprio dom e dever de esposo e pai.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.