RELIGIÃO E OS CONFLITOS SOCIAIS FRENTE A BIOÉTICA NA QUESTÃO DO ABORTO

Neuza Maria de Almeida

Resumo


Por meios de estudos analíticos bibliográficos que seguem-se, enfatizam a compreensão de ambas as vertentes que posicionam-se, visando constituir a possibilidade de estabelecer ideias que possam apresentar-se como mecanismos que indique a coexistência mútua da bioética e da religião quanto ao procedimento do aborto, estabelecendo restrições ou limitações entre elas, objetivando coloca-las em caminhos congruentes que estimulam a defesa ética do ser humano, bem como o respeito a cultura religiosa, retratando os trabalhos da bioética e da religião em conjunto, deixando claramente, a impossibilidade de violar as limitações fixadas por ambas para que o trabalho em agrupo destas, seja constituído de harmonia e entendimentos que propiciem o bem estar humano. Atualmente o aborto tornou-se um tema intensivamente discorrido na sociedade e como tal, motivou as pesquisas científicas a elevar significativamente os avanços tecnológicos quanto aos métodos utilizados pelos profissionais da saúde para cessar a vida do feto humano. Segundo Pattis (Aborto – Perda e Renovação: um paradoxo na procura da identidade feminina; 1o ed.) as taxas de gravidez indesejadas mantiveram-se em constante ascensão em conjunto com o aprimoramento dos mecanismos clinico-hospitalares voltados para a prática do processo de aborto.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.