O NOVO DISCURSO SOBRE DEUS: RESPOSTA A PARTIR DE PAUL TILLICH

Jesus Manuel Antonio Monroy Lopez

Resumo


Falar de religião, é falar de Deus. Um discurso sobre Deus é urgente. Que contemple: a teodiceia, a teologia e a historia da religião. Para desenvolver isto é urgente uma critica seria ao discurso metafisico, que sobretudo desenvolveu a Igreja católica com Tomas de Aquino. Discurso que passa pelo crivo destrutivo da modernidade, sobre tudo do niilismo que impus Fr. Nietzsche com a morte Deus. Estas duas considerações devem ser narradas para entender uma resposta existencial a partir de Paul Tillich, quem descobre na linguagem do paradoxo um novo sinal de fazer religião e teologia: no Incondicional e a preocupação definitiva como respostas a angustia existencial na coragem do ser. Resposta que une ontologia existencial com ética comprometida historicamente, na procura de um homem novo Teonomico, como resposta a dois momentos vitais: o mundo medieval (heterônomo) e o moderno ou liberal (autônomo). Esse discurso dá futuro possível para realidades que a mesma teologia crista quase nem sustenta: A revelação, o pecado e Cristo. Dá possibilidade de um discurso sobre a fé que possa viabilizar um dialogo histórico com todas as religioes.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.